Brasão e Bandeira de Nova Santa Bárbara

 

Brasão


Bandeira

Histórico da Bandeira

A bandeira sempre apresentou e sempre apresentará um povo e suas conquistas. Desde os tempos mais remotos, já se fazia uso de bandeiras. Os elementos constituintes de uma bandeira possuem significado próprio e representativo.
A bandeira de nosso município é constituída pelas cores, o dístico Nova Santa Bárbara e o brasão. O azul simboliza a cor de nosso céu, esperançoso no futuro de suas crianças e de seu povo; o branco, a índole pacífica e trabalhadora de seus habitantes; o dístico, o orgulho de seus cidadãos, e o brasão sintetiza as riquezas da terra e as qualidades de sua gente.
 
Bandeira (do gótico bandwa, sinal, estandarte)
Pedaço de pano de uma ou mais cores, preso na parte usperio de uma haste, que serve de distintivo de uma nação, corporação ou partido, ou para fazer sinais; estandarte, pavilhão.
Primitivamente, o termo bandeira foi empregado apenas como designação de determinada signa heráldica, generalizando-se depois como denominação de todas elas. Os povos antigos usaram, como insígnias, ora pequenas esculturas, representando divindades e animais (a águia, p. ex., era a insígnia da legião romana), ora peças de pano, presas no alto de uma haste (como o vexilum romano, peça de tecido pendente de uma vara de madeira cruzada com a haste na parte superior, insígnia da cavalaria).

No século XVI, as signas da cavalaria, também com dimensões reduzidas, começaram a ser designadas por estandartes. No século XVII, as bandeiras branca e negra já eram usadas para caracterizar a capitulação e o luto, enquanto as bandeiras militares passaram a ser de uma ou mais cores. Certas bandeiras tinham nomes especiais, como a auriflama dos reis da França e o balsão (beauséant) da Ordem do Templo.